Acessar Minha Conta
Acessar Minha Conta

Documentos Necessários para Confecção da DIRPF

  • * Última DIRPF (se fez do ano anterior);

  • * Documentos Pessoais (Data de Nascimento, CPF e Título de Eleitor);

  • * Endereço Completo, com CEP;

  • * Telefone residencial, celular e e-mail;

  • * Comprovante de Rendimento Anual (trabalho assalariado, aposentadoria, aluguéis);

  • * Extratos Bancários específicos para Imposto de Renda (Conta Corrente, Poupança, Aplicações Financeiras);

  • * Extrato do FGTS (caso tenha efetuado saque);

  • * Nome, data de nascimento e CPF dos dependentes (independentemente da idade);

  • * Comprovante de despesas: entidades de ensino (limite R$ 3.561,50 por dependente);

  • * Comprovante de despesas com saúde (médicos, dentistas, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, hospitais, clínicas) que tenham o CNPJ ou CPF;

  • * Comprovante de Compra e Venda de Bens no respectivo ano da DIRPF (terreno, casa, apartamento, caminhão, carro, moto, nos veículos necessita do RENAVAM e imóveis com nº IPTU, Matrícula, endereço completo, área total do imóvel e local do Registro);

  • * Se investidor da Bolsa de Valores, necessita-se do Relatório de Proventos Pagos e Informe de Rendimentos Financeiros da Corretora;

  • * Se caso já utiliza uma calculadora de IR precisa-se dos Relatórios Auxiliar de IR, Relatórios de Custódia e Relatórios de Fundos de Investimentos da sua Calculadora de IR, caso não possua precisa-se das Notas de Corretagem já no padrão SINACOR.

Obrigatoriedade de Fazer a DIRPF

  • * Pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 durante o ano base de 2019;

  • * Pessoas que tem rendimentos isentos, não-tributáveis ou exclusivamente na fonte, cuja soma seja maior que R$ 40 mil no ano de 2019;

  • * Realizou Operações na Bolsa de Valores ou de Mercados Futuros em 2019;

  • * Cidadãos tiverem a posse de bens, inclusive terrenos, de valor total maior que R$ 300 mil em 2019;

  • * Trabalhadores que arrecadaram, em 2019, um valor superior a R$ 142.798,50 proveniente de atividade rural, ou pretenda compensar no ano-calendário de 2019 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano calendário de 2019;

  • * Quem obteve um ganho de posses na transferência de bens ou direitos ou efetuaram operações em bolsas de valores estrangeiras, artigos ou assemelhados.

  • * Optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.